Profeta Gentileza - Gentileza Gera Gentileza - a história do profeta

16/07/2012 17:43
Arquivo não editável
Autor: Carlos
Página relacionada a: Diário Social | Revista Digital

O Profeta Gentileza ou José Agradecido" foi figura marcante no Rio de Janeiro e em algumas cidades do Brasil por onde passou.


Leia que vale a pena
Um pequeno resumo da vida de Gentileza.
O nome de “Profeta Gentileza” foi ganho porque vivia pregando o amor, a paz e jamais dizia a palavra “obrigado”, pois dizia que obrigado vinha de obrigação e preferia dizer “agradecido” e falava sempre “por gentileza”.
Ele era um empresário de transportes quando no início da década de 60 um circo pegou fogo em Niterói vitimando centenas de pessoas dois dias antes do Natal. Gentileza naquele dia disse ter ouvido “vozes”mandando largar o capitalismo e todo apego material.
O futuro profeta então pega um dos seus caminhões e parte rumo a Niterói e durante anos fez das cinzas e das marcas do incêndio no chão, uma plantação de flores.


Durante anos Gentileza passa a pregar nas barcas Rio-Niterói e deixa uma marca para sempre na cidade. Gentileza pinta mensagens de paz, amor e gentileza nas pilastras do Viaduto do Caju – o lugar mais cinza, feio e sem vida da cidade. Avenida do cemitério até a Rodoviária fica com seus dizeres marcantes pintados em preto, verde, amarelo num fundo branco. As mensagens são pintadas no alto para serem lidas pelas pessoas mais humildes que chagam de ônibus da baixada e de Niterói.
Muitos estranham a forma singular de sua escrita e não entendem até hoje, mas ele escrevia muitas palavras de forma diferente. Amor com um R era amor material Amorrr com três R era um R do Pai, um R do filho e um R do Espírito Santo.


Gentileza vai pintando as dezenas de pilastras da avenida e acaba por promover uma das maiores intervenções urbanas de arte na cidade do Rio de Janeiro.
Um certo dia as “autoridades” mandam cobrir todo o trabalho de Gentileza com tinta cinza.
Só aí então as pessoas acordam surpresas com a reação da sociedade, pois cada um pensava que só ele gostava de ler as mensagens de Gentileza.
Pessoas então de destaque se levantam contra a violência das autoridades de apagar o trabalho e a “Arte de Gentileza”.
- O profeta Gentileza hoje é nome da Praça da Rodoviária, bem ao lado de sua arte restaurada.
- Sua vida vira filme,livro e tese em faculdades.
- Uma ONG é criada no Rio – Rio de Gentileza.
- A Escola de Samba Grande Rio faz de Gentileza seus Enredo através das mãos de Joãozinho Trinta.
- Mas talvez a homenagem mais famosa seja a música Gentileza de Marisa Monte.
Fonte:http://www.flickr.com/photos/claudiolara/721588238/

Passe essa idéia…

Comentários
10

Você precisa estar logado para interagir!
Login ou Cadastre-se

Últimas notícias

Cd6dd907 52e4 49ec 8a49 7946c9944a21

Encontro Nacional de Voluntários reafirma o compromisso com a educação

Cerca de 700 pessoas, entre voluntários, lideranças da C&A e convidados, participaram do Encontro Nacional de Voluntários 2015, realizado no dia 18 de março, em Atibaia (SP). O evento foi marcado pelo compromisso com a causa da educação de crianças e adolescentes e também por muita alegria e descontração.

ler mais...

F8f21af4 c142 4794 9eea 36206cb32205

Repasse da Formação de Voluntários 2015

Em 2015, a formação foi realizada antes do Encontro de Voluntários 2015, e contou com a participação de um Voluntários Formador de cada unidade C&A.

O Voluntário Formador tem a missão promover um encontro com seus colegas para repassar os temas da Formação até o dia 30 de abril. Pode ser um Café com Letras, uma reunião, um ponto de partida ou alerta

ler mais...

B30bd975 859c 41a9 a6f3 49fd45550ade

Conheça os vencedores do Prêmio Voluntariado 2014

Os voluntários do Instituto C&A conheceram, na tarde de ontem (18/03), os vencedores do Prêmio Voluntariado 2014. O anúncio foi feito durante o Encontro Nacional de Voluntários, que é a principal oportunidade de confraternização do voluntariado do Instituto C&A no ano. Saiba quem foram os vencedores:

ler mais...

6498aee6 a3e0 4f34 aa48 1d6aad12bbb1

Fazer parte. Tomar parte. Ser parte. | Vitrine

O filósofo e educador Bernardo Toro define mobilização como o ato de “convocar vontades para atuar na busca de um propósito comum, sob uma interpretação e um sentido também compartilhados”. Os voluntários do Instituto C&A confirmam, na prática, este pensamento.

ler mais...