Parceiros do Instituto C&A: Repórter Brasil

05/11/2018 10:54

Nesta semana inauguramos uma série de cinco matérias em que vamos explicar o trabalho realizado pelo Instituto C&A. Na primeira delas, trouxemos o projeto Escravo, nem pensar! (ENP!), que tem mudado a realidade de crianças e famílias migrantes que moram na capital paulista.

 

Realizado pela ONG Repórter Brasil, o ENP! trabalha na formação de servidores públicos da educação e da assistência social sobre direitos do migrante e prevenção ao trabalho escravo e infantil. “A iniciativa surgiu porque há uma quantidade grande de migrantes no município – muitos dos quais acompanhados por suas famílias – que acessam as escolas, os serviços de assistência social e da saúde e buscam empregos. Grande parte deles se encontra em situação de vulnerabilidade socioeconômica e, portanto, exposta a situações de exploração, como o trabalho escravo”, explica Natália Suzuki, coordenadora do ENP!

 

 

Apoiado pelo Instituto C&A desde dezembro do ano passado, por meio do programa de Combate ao Trabalho Forçado e ao Trabalho Infantil, o projeto realizou a formação de 44 professores em escolas das 13 Diretorias Regionais Educação (DRE) de São Paulo, que são divisões administrativas da Secretaria Municipal de Educação, e de 26 profissionais da assistência social. A expectativa é alcançar cinco mil pessoas direta e indiretamente com as ações que serão desenvolvidas até 2019.

 

 “Acreditamos no poder transformador da educação e no seu potencial de mudar realidades de violação de direitos humanos”, finaliza Natália.

Veja o vídeo produzido pela Repórter Brasil

 

Por que o Instituto apoia?

“O Instituto C&A acredita que só é possível erradicar o trabalho escravo e o trabalho infantil unindo esforços e engajando diferentes organizações. O ENP! tem exatamente esse foco ao fortalecer a atuação de profissionais da educação e da assistência para melhor atendimento de populações migrantes em situação de vulnerabilidade na cidade de São Paulo”, explica Luciana Campello, gerente de Direitos Humanos e Transformação da Cadeia de Fornecimento.

 

Quem é quem

Luciana Campello está à frente desse trabalho no Instituto e, além da parceria com a Repórter Brasil, ela coordena o trabalho de mais seis parceiros que atuam no combate ao trabalho forçado e ao trabalho infantil. Saiba mais aqui.

 

Conte pra gente nos comentários se você gostou de conhecer um pouco mais sobre o trabalho do Instituto. E se tiver alguma outra coisa que gostaria de saber, escreva também!

Você precisa estar logado para comentar e interagir!
Login ou Cadastre-se