Conhecimento compartilhado, em prol do bem comum!

22/12/2017 17:39

O programa Voluntariado do Escritório Central (EC) inovou ao criar novas formas de voluntariado para sensibilizar e engajar os associados da C&A. As mentorias on-line ou semipresenciais, conduzidas em parceria com duas instituições parceiras do Instituto C&AS, foram uma das modalidades de voluntariado que rendeu muitos frutos ao longo deste ano. Dois grupos, que totalizaram 26 voluntários do EC, desenvolveram o trabalho de mentoria com a Malha e o Instituto Gestão para Entidades da Sociedade Civil (IGESC). Eles compartilharam habilidades e conhecimentos com oficinas de costura e contribuíram para que pequenos empreendedores no setor da moda se capacitassem e aprimorassem a gestão de seus negócios. 

“Participar da mentoria foi uma experiência valiosa. As informações recebidas ampliaram minha visão de negócio. Tive a oportunidade de conhecer outros fornecedores e trocar experiências. Oficinas de pequeno porte, como a minha, têm de administrar as partes operacional, financeira e comercial, tudo ao mesmo tempo. É preciso saber planejar, mas nos falta o embasamento. O acesso ao conhecimento de processos que as grandes empresas possuem é o ganho gerado por esses projetos”, afirma Sivonaldo Florêncio dos Santos, proprietário da Ferlu Costuras. Ele iniciou suas atividades em 2013 em Guarulhos (SP) e hoje emprega 10 pessoas.

A oficina de costura de Sivonaldo foi uma das selecionadas pelo IGESC para receber a mentoria que contou com seis encontros presenciais e acompanhamento à distância. Entre agosto e novembro deste ano, 14 voluntários e seguiram a metodologia proposta pelo IGESC para levar orientações sobre planejamento, gestão, operações e serviços aos participantes.

“Aprendi com as voluntárias como é possível gerenciar o negócio de uma forma diferente, usando a estratégia e o planejamento para antecipar situações que possam nos impactar e otimizando a gestão financeira para enxergar hoje o que precisamos projetar para daqui a três meses. Saber lidar melhor com os desafios é vital para não deixar os altos e baixos do mercado nos afetarem”, acrescenta Sivonaldo.

Já em São Cristóvão (RJ), 10 marcas de pequenos empreendedores em moda foram beneficiadas com outro tipo de mentoria, que foi conduzida juntamente com a Malha, movimento que fomenta a criação de uma rede para conectar criadores, empreendedores, produtores, entusiastas e consumidores, com foco em uma produção mais sustentável, colaborativa, local e independente. Um grupo de 12 voluntários aplicou a metodologia à distância desenvolvida para a atividade, entre agosto e novembro. No papel de mentores, eles ajudaram os donos das marcas a identificar os principais problemas de seus negócios e apoiaram a elaboração de um plano de ação considerando três fases do programa proposto para a mentoria: definição de problemas e objetivos, estratégia de intervenção e estratégias de manutenção. No fim de novembro, mentores e mentorados se encontraram em um evento em Barueri, no EC, para encerrar as atividades. Na ocasião, foi realizada uma dinâmica com foco na continuidade do trabalho por parte das marcas. Depois, houve um almoço e uma visita guiada ao EC para conhecer as áreas de negócio da C&A.

Conheça mais sobre a parceria do Instituto C&A com a Malha

Veja as fotos da mentoria do IGESC e da Malha

Você precisa estar logado para comentar e interagir!
Login ou Cadastre-se